Notícias

Recriação Histórica & Mercado Oitocentista

04/07/2016

De 15 a 17 de julho no Vimeiro

De 15 a 17 de julho, o Vimeiro, no concelho da Lourinhã, vai viajar até ao século XIX através da iniciativa Recriação Histórica & Mercado Oitocentista. Durante três dias, quem visitar a Pousada de Juventude da Areia Branca e passar pelo Vimeiro poderá assistir a várias atuações de teatro de rua, participar em workshops e visitas guiadas, entre muitas outras atividades.

No Mercado Oitocentista os visitantes irão relembrar ou ficar a conhecer os vários ofícios da época como a carpintaria, forja, lavagem de lã, moagem do trigo e tosquia de ovelhas.

As ruas do Vimeiro vão também encher-se de muita cor e animação, com um grupo de animadores que irá representar diferentes personagens da época, como o Rei e a Rainha, fidalgos, infantes e bobos da Corte.

Alguns dos momentos mais esperados são a encenação da Ceia Real, a realizar na sexta-feira, dia 15, às 20H30 no recinto do Mercado Oitocentista; as recriações históricas da Batalha do Vimeiro “O Assalto à Igreja” no dia 16 às 21H30 e a “O Campo de Batalha” no dia 17 às 12H00.

Programação

A programação tem início dia 15, sexta-feira, às 19h00, com a abertura do Mercado Oitocentista e um cortejo com os animadores do evento; às 19h30 segue-se a visita guiada ao CIBV, onde decorrem atividades de animação com música e dança da época, espetáculos e teatros de rua; às 20h30 realiza-se a Ceia Real, que consistirá na representação de uma refeição alusiva ao século XIX; às 22h30 decorre um concerto da Orquestra Ligeira do Exército e às 00h00 haverá um espetáculo de malabares de fogo.

O dia 16, sábado, começa com o Hastear da Bandeira Nacional às 10H30, e homenagem aos soldados mortos em combate, às 10h30, junto ao Monumento Comemorativo do Centenário da Batalha; às 11h00 realiza-se um peddy paper pelas ruas do Vimeiro e um workshop sobre confeção de pequenos soldados; às 16h00 um workshop de modelagem de barro e às 17h00 a “Tosquia de Ovelhas”.
Às 19h00 realiza-se o Arriar das Bandeiras; às 19h30 irá decorrer uma visita guiada ao Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro (CIBV); às 22h00 a Recriação Histórica da Batalha do Vimeiro “O Assalto à Igreja” e às 23h00 um concerto do grupo “Os Cornalusa”, seguido do espetáculo de malabares de fogo às 00h30.

No domingo, dia 17, irá realizar-se às 09h30 o Hastear das Bandeiras, às 10h00 a missa campal celebrada pelo Bispo-Auxiliar de Lisboa; às 12h00 a Recriação Histórica da Batalha do Vimeiro “O Campo de Batalha” junto ao CIBV; às 15h00 o rancho folclórico do grupo “As Moleirinhas do Seixal”; às 15h30 o workshop de confeção de pequenos soldados no CIBV; às 16h30 uma visita guiada ao CIBV; às 17h00 a Tosquia de Ovelhas; às 18h00 um concerto organizado pela Velha Lamparina; às 19h00 o Arriar das bandeiras, com o encerramento das comemorações às 21h00.
Esta iniciativa é organizada pela Câmara Municipal do Lourinhã em parceria com a Junta de Freguesia do Vimeiro e a Associação para a Memória da Batalha do Vimeiro.

O programa completo pode ser consultado em www.batalhadovimeiro1808.pt


INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Sobre a Batalha do Vimeiro
A Batalha do Vimeiro foi travada no dia 21 de agosto de 1808 entre o Exército Francês, comandado por Junot, e o Exército Anglo-Luso, sob o comando de Sir Arthur Wellesley.

As tropas anglo-lusas mantiveram uma posição defensiva no Vimeiro, aproveitando a geografia do terreno. Os franceses, reunidos em Torres Vedras, decidiram tomar a ofensiva, chegando à Carrasqueira na manhã de 21 de agosto. A partir desse ponto, Junot deu ordem de marcha para a batalha.

Os confrontos mais importantes e decisivos aconteceram no outeiro do Vimeiro. Após dois ataques fracassados e percebendo a impossibilidade de tomar o outeiro, Junot enviou tropas para tomar a localidade. Na zona da Igreja, travou-se uma sangrenta peleja que acabou com a retirada dos franceses, perseguidos pela cavalaria anglo-lusa.

Sem conhecimento da situação do flanco esquerdo, duas brigadas francesas confrontaram os britânicos nos altos da Ventosa. Uma vez mais, os franceses viram-se forçados a recuar.

Foi uma vitória inegável do Exército Anglo-Luso sobre as forças da França Imperial, pondo termo à Primeira Invasão Francesa. Junot perdeu cerca de dois mil homens, entre mortos, feridos e prisioneiros e o exército anglo-luso cerca de 700.


Últimas Notícias
IV Encontro de Resistência Moto 4 Horas TT em Alcoutim
Festival de Chocolate de Óbidos 2018
8ª RESISTÊNCIA BTT (3 HORAS) DO JUNCAL
IV Melgaço Alvarinho Trail
Lampreia do Rio Minho
Amendoeira em Flor 2018 em Vila Nova de Foz Côa

Todas as notícias

Subscreve a newsletter das Pousadas de Juventude!

Fica a saber tudo o que aconteceu, está a acontecer e vai acontecer num futuro próximo. Eventos, campanhas, borlas, passatempos, notícias de última hora... tudo e mais alguma coisa na newsletter das TUAS Pousadas de Juventude

Contacta-nos